Carrinho
História e Curiosidades

A história do FIAT 147

Recentemente, nós do Peça Shop fizemos um super especial sobre a história do Fusca, traçando a trajetória de um dos automóveis mais icônicos do mundo. Agora, chegou a vez de prestar uma singela homenagem a outro ícone: o FIAT 147, responsável por inaugurar a FIAT no Brasil e que revolucionou para sempre o modo de se fabricar automóveis no Brasil.

Pequeno e revolucionário

De volta a 1976, vivíamos em meio a uma grave crise de abastecimento de combustíveis, causada pela alta súbita do preço do petróleo decretado pela OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). Naquela época, o Brasil importava quase todo petróleo que consumia. E foi nesse contexto desfavorável que a FIAT chegou ao Brasil com o FIAT 147, projetado por Aurélio Lampredi, engenheiro italiano responsável por desenhar motores Ferrari.

Logo de cara, o 147 – baseado no original modelo 127 italiano – encantou a todos com sua imensa economia, estabilidade, ótimo aproveitamento de espaço interno, carroceria Hatchback, transmissão de 4 e 5 marchas, motor de quatro cilindros, potência bruta de 56 cv (cerca de 50 cv líquidos) e suspensões McPherson.

Sua incrível popularidade foi tamanha que, em seu auge, ultrapassou modelos como o Chevrolet Chevette, o VW Passat e o Dodge 1.800/Polara. Ganhou o título de “carro mais estável do Brasil” e de Carro do Ano de 1978 pela conceituada Revista Autoesporte.

Um divisor de águas

O 147 se notabilizou por ter sido tão revolucionário para a época. Carregou consigo uma essência de pioneirismo que poucos automóveis conseguiram, tais como:

– Primeiro carro brasileiro com motor transversal dianteiro;

– A partir de 1979, tornou-se o primeiro carro a álcool fabricado em série em todo o mundo;

– Primeiro carro brasileiro com coluna de direção articulada;

– Primeiro carro brasileiro com desembaçador traseiro;

– Menor carro a diesel de sua época, o que o fez virar um sucesso também na Argentina e no continente europeu;

– Primeiro carro do Brasil a vir com estepe embaixo do capô dianteiro (compartimento do motor);

– O modelo Europa, fabricado em 1980, foi o primeiro carro brasileiro a utilizar para-choques de plástico polipropileno;

Os modelos e variações do 147

Durante sua trajetória, o FIAT 147 ganhou diversos modelos clássicos:

Fiat 147 Standard: Projeto piloto da FIAT e por esse motivo, o mais simples de todos os modelos. Não vinha com ventilador, quebra sol direito, desembaçador traseiro e nem com bancos reclináveis. Muito utilizado em segmentos comerciais.

Fiat 147 GLS: Ofereceu um upgrade no motor, passando a ser mais potente com 61cv, atingindo de 0-100km/h em 19,7s, chegando aos 138km/h. Outras inovações: encostos para a cabeça nos bancos traseiros e função neblina para os faróis.

Fiat 147 Rallye: Lançado em 1978, junto com a série GLS, o Rallye se notabilizou por ter sido um modelo esportivo. Dois anos mais tarde, ganhou uma atualização que ganhou as competições automotivas da época, com ampla potência do motor, que possuía turbocompressor da Enpro. Esse upgrade transformou o 147 numa máquina, atingindo incríveis 190km/h e fazendo de 0-100km/h em 9,7s.

Fiat 147 L: A diferença deste modelo para o Standard era nos acessórios que vinham junto, tais como cinzeiro, acendedor de cigarros, ventilador, desembaçador traseiro e bancos reclináveis.

Fiat 147 GL: Modelo mais personalizável. Quem encomendava o veículo tinha opções muito interessantes: Até 3 cores de acabamento (preto, bege ou azul) com o acarpetado da mesma cor. Além disso, apresentou um novo design de volante, termômetro de água, marcação de temperatura e ponteiro amarelo no painel.

Fiat 147 Pick-Up: Também lançado em 1978, esse modelo inaugurou todo um novo segmento veicular no Brasil. Primeiro utilitário brasileiro, chamava a atenção de todos com inovações robustas como abertura da tampa na caçamba. A caçamba era um caso à parte: possuía capacidade média de 650 litros de espaço e podia carregar até cerca de 380 quilos.

Fiat 147 Europa L: O modelo que apresentou a primeira transformação visual do 147. Lançado em 1980, tinha novos detalhes externos como faróis retangulares, capô aerodinâmico e inclinado, grade inclinada, luzes âmbar e incolor, faróis realocados para as extremidades. Deu todo um novo fôlego ao clássico modelo de 1976.

Fiat 147 Europa GL: Marcou a chegada dos cintos de segurança retráteis nos bancos dianteiros e revestimento interno em tecidos.


Fiat 147 Europa GLS:
Modelo super inovador para a época (1981). Primeiros cintos de segurança traseiros, conta-giros e relógio a quarto no painel, vidros traseiros na cor verde, interior revestido de carpete, primeiro sistema hidrovácuo de freio e upgrade no motor, tornando-o mais potente.

Fiat 147 Europa Racing: Substituto natural do Rallye, este modelo contava com spoiler em polipropileno preto no teto, estofados em veludo, novos retrovisores, coluna de direção rebaixada, além de outras novidades marcantes.

Fiat 147 Europa Top: Responsável por substituir a linha GLS. Quem comprava o carro podia escolher com ou sem teto solar. Contava com bancos traseiros divididos, para-brisa traseiro, lavador elétrico de para-brisa e apresentou também uma melhora na potência do motor.


Fiat Panorama:
Com 730 litros de espaço para carga (podendo expandir para até 1.200 litros), o Panorama foi lançado em 1980 nas versões C e CL. Marcou por seu formato semi furgão.

Fiat 147 Furgão: Sempre visionário, a FIAT lançou o primeiro modelo denominado como Fiorino. Muito usado a lazer e a trabalho, este modelo contava com bancos traseiros removíveis e o teto da cabine podia acomodar o bagageiro.

Fiat Oggi: Chegou para bater de frente com o Voyage e o Chevette, então líderes do mercado de sedãs compactos. A FIAT não brincou em serviço e trouxe um porta-malas avantajado (espaço de 440 litros) e logo começou a se destacar fortemente no mercado de sedãs.

Fiat Oggi CSS: O sucesso do Oggi foi tanto que houve uma atualização esportiva para o modelo, chamada de CSS. Foi um carro imponente para a época, com motor com cabeçote especial, potência em 1415cc (podendo expandir para 1490), chegando a 78cv.

É sempre muito bom voltar no tempo para conhecer e/ ou relembrar os ícones automotivos que marcaram a vida de tantas pessoas. Esperamos que vocês tenham gostado deste nosso especial. Semana que vem tem mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho

x

FIQUE POR DENTRO

Cadastre-se em nossa newsletter para receber promoções e novidades